Aos 37 anos, Cicinho acerta com o Brasiliense e volta a jogar em 2018

Escrito por Radio 104FM on .

Aos 37 anos, Cicinho acerta com o Brasiliense e volta a jogar em 2018

Parado este ano, lateral com passagens por São Paulo, Real Madrid e seleção brasileira vai defender o time candango na próxima temporada: Série D e Copa do Brasil na mira

alt
Créditos: G1

Sem jogar futebol este ano para se recuperar de uma lesão no joelho esquerdo, Cicinho estará de volta aos campos em 2018. Nesta terça-feira, o lateral de 37 anos acertou contrato com o Brasiliense, do Distrito Federal, para a próxima temporada. Atual campeão candango, o Jacaré tem como principais desafios pela frente a Copa do Brasil e a Série D do Brasileirão no ano que vem.

No Brasiliense, Cicinho reencontrará o ex-companheiro de São Paulo, o meia Souza, de 38 anos, que já defendeu o time do DF na atual temporada e também está confirmado para 2018. Outros dois veteranos acertados com o Jacaré para o próximo ano são os atacantes Reinaldo (38 anos) e Nunes (35 anos), que já ajudaram a equipe na conquista do título candango de 2017.

O último clube defendido por Cicinho foi o Sivasspor, da Turquia, onde jogou de 2013 a 2016. Este ano, acabou não podendo entrar em campo por conta da lesão no joelho esquerdo. Antes da passagem pelo futebol turco, Cicinho estava no Brasil, onde defendeu o Sport em 2012 e 2013.

Revelado pelo Botafogo-SP no início dos anos 2000, Cicinho jogou por Atlético-MG e Botafogo-RJ logo na sequência. Mas ganhou projeção mesmo quando chegou ao São Paulo, em 2004, onde foi campeão da Libertadores e do Mundial de 2005. Em seguida, partiu para o futebol europeu, contratado pelo Real Madrid, onde atuou ao lado dos galáticos Ronaldo, Zidane, Beckham e Roberto Carlos.

As boas atuações levaram Cicinho até a seleção brasileira. Campeão da Copa das Confederações de 2005, foi convocado para o Mundial de 2006, na Alemanha, onde foi reserva de Cafu e entrou em duas partidas.

O declínio na carreira começou em 2007, quando teve que lidar com uma grave lesão no joelho direto enquanto jogava na Roma. Ele já tinha sofrido com problemas físicos no mesmo local na época em que atuava no Real Madrid. Segundo Cicinho, a segunda lesão mexeu com a cabeça, o que o levou ao alcoolismo. Com ajuda da esposa, dos familiares e da religião, o lateral conseguiu deixar o vício e voltar a atuar pelo Sivasspor.

Casa de "medalhões"
Time fundado pelo ex-senador cassado Luiz Estevão, o Brasiliense tem o histórico de sempre buscar "medalhões" para compor seus elencos. Começou em 2005, ano em que o time alcançou a Série A do Brasileirão e contou com nomes como Marcelinho Carioca, Oséas e Vampeta. Apesar de só conseguir se sustentar por um ano na elite, o Jacaré sempre manteve nomes de peso em seus elencos: Júnior Baiano, Athirson, Fabio Baiano, Túlio e Zé Roberto foram alguns deles.

Mantendo a tradição, o Jacaré contou na última temporada com Souza, Reinaldo e Nunes, que ajudaram o time a voltar a conquistar o título candango depois de quatro anos de jejum. Os três estão confirmados para a próxima temporada.

O Brasiliense inicia a pré-temporada para 2018 no dia 1º de novembro. O clube pretende fazer um evento para apresentação de Cicinho e todo o elenco um pouco antes dessa data.

Cicinho: ficha técnica
Cicinho (Cícero João de Cézare)
Idade: 37 anos
Posição: lateral-direito

Clubes: Botafogo-SP, Atlético-MG, Botafogo-RJ, São Paulo-SP, Real Madrid-ESP, Roma-ITA, Villarreal-ESP, Sport-PE e Sivasspor-TUR
Títulos: Copa das Confederações (Seleção Brasileira de Futebol) de 2005; Copa Libertadores da América (2005), Mundial de Clubes da Fifa (2005), Campeonato Paulista (2005), Campeonato Espanhol (2006-2007), Copa da Itália (2007-2008) e Supercopa da Itália (2007-2008)
 

Globo Esporte

Aos 37 anos, Cicinho acerta com o Brasiliense e volta a jogar em 2018

Publicidade

Publicidade